Coolsculpting: Tratamento Para Gordura Localizada

Pensando em fazer o coolsculpting? Então hoje, vamos te contar tudo sobre este tratamento para gordura localizada que já é um sucesso entre muitas mulheres.

A seguir, você confere várias dicas sobre o procedimento, quem pode fazer a criolipólise, e como o dermatologista pode te orientar da forma correta. Acompanhe!

Brasileiras têm investido cada vez mais em procedimentos estéticos

O universo da beleza e bem-estar nunca esteve tão em alta no Brasil. Cada vez mais, as brasileiras buscam alternativas para se sentirem bem consigo mesmas.

Por isso, muitas têm investido em procedimentos estéticos que auxiliam na conquista da tão almejada autoestima. Entre as preocupações mais comuns está a gordura localizada.

A princípio, a gordura é uma vilã antiga que insiste em se alojar em áreas específicas do corpo, causando desconforto e baixa autoestima, especialmente nas mulheres.

Para entender melhor como combater esse problema, vamos mergulhar no mundo do Coolsculpting, um tratamento revolucionário que promete afinar a cintura e trazer de volta a confiança que você merece.

Por que nosso corpo acumula gordura localizada?

Agora que sabemos como a busca pela beleza está em alta, é fundamental compreender por que nosso corpo insiste em acumular gordura em áreas específicas.

Antes de mais nada, o corpo humano é bastante complexo e, muitas vezes, a nossa genética e o estilo de vida podem conspirar contra nós e nossa aparência estética.

Nesse sentido, a famosa gordura localizada costuma se concentrar em regiões bem específicas, como abdômen, flancos, coxas e braços, causando muita frustração.

A explicação para isso está na evolução humana. Nosso organismo está programado para armazenar energia em forma de gordura, como uma reserva para tempos difíceis.

Em outras palavras, é resultado de milênios de evolução, quando nossos antepassados enfrentaram uma grande escassez de alimentos durante muitos anos.

No entanto, nos dias de hoje, com o fácil acesso a alimentos ricos em calorias, ultraprocessados e cheios de açúcar, essa característica se tornou um problema estético.

Onde surgiu o procedimento CoolSculpting?

O CoolSculpting, também conhecido como criolipólise, teve sua origem nos insights de dois brilhantes cientistas da Harvard Medical School lá pelos meados dos anos 2000.

Dr. Dieter Manstein e Dr. R. Rox Anderson, enquanto investigavam crianças que tinham o hábito de devorar picolés, perceberam algo interessante: algumas dessas crianças desenvolviam reentrâncias nas bochechas, um fenômeno conhecido como “popsicle panniculitis”.

Esse fenômeno, que acontecia devido ao frio do picolé, despertou a curiosidade dos cientistas, levando-os a imaginar se o frio poderia ser usado de forma seletiva para eliminar gordura sem prejudicar a pele ao redor.

Movidos por essa ideia, os pesquisadores mergulharam em estudos adicionais para explorar como o resfriamento controlado poderia ser empregado como uma técnica não invasiva para a redução de gordura.

Esses estudos resultaram no desenvolvimento de um dispositivo capaz de aplicar resfriamento em áreas específicas do corpo, congelando as células de gordura enquanto preservava os tecidos circundantes.

Foi só em 2008 que a empresa Zeltiq Aesthetics, agora conhecida como Allergan Aesthetics após uma aquisição, obteve a aprovação da Food and Drug Administration (FDA) dos Estados Unidos para comercializar o dispositivo sob o nome de CoolSculpting.

Desde então, o CoolSculpting se tornou uma técnica muito popular para a redução de gordura localizada, sendo adotado por clínicas estéticas em todo o mundo.

A jornada do CoolSculpting evidencia a importância da observação científica e da inovação na medicina estética. A descoberta casual dos cientistas da Harvard Medical School deu origem a uma tecnologia que revolucionou a maneira como a gordura localizada é tratada, oferecendo uma alternativa segura e eficaz à cirurgia invasiva.

Coolsculpting: como o tratamento ajuda a afinar a cintura?

Felizmente, a ciência evoluiu e trouxe consigo soluções inovadoras para combater a gordura localizada. Uma das técnicas mais promissoras é o famoso Coolsculpting!

A princípio, essa técnica usa a criolipólise para congelar e eliminar as células de gordura sem a necessidade de cirurgia. A criolipólise é um método não invasivo que atua resfriando as células de gordura.

O grande destaque do Coolsculpting é sua eficácia e segurança. O consultório médico é essencial para se realizar o tratamento dermatológico.

Além disso, o procedimento é totalmente preciso e direcionado, o que significa que somente as células de gordura são afetadas, preservando os tecidos adjacentes.

O que é o CoolSculpting?

O CoolSculpting é uma tecnologia inovadora que utiliza o frio para congelar e eliminar a gordura de áreas do corpo onde a gordura indesejada se acumula. Essas áreas geralmente incluem pequenos depósitos de gordura que são difíceis de eliminar apenas com dieta e exercício.

Com o CoolSculpting, é possível tratar uma variedade de áreas do corpo, desde a papada até as regiões mais tradicionais, como o abdômen e os pneuzinhos.

O CoolSculpting oferece a capacidade de tratar áreas problemáticas em diferentes partes do corpo, proporcionando resultados eficazes e duradouros. Abaixo estão algumas das áreas que podem ser tratadas com o CoolSculpting:

  • Abdômen
  • Pneuzinhos
  • Braços (“Tchauzinho”)
  • Papada
  • Região do sutiã
  • Costas

Para quem o tratamento é indicado?

Dermatologista fazendo Coolsculpting na paciente
Dermatologista fazendo Coolsculpting na paciente (Imagem: Canva)

Afinal, será que o Coolsculpting é para todos? Pessoas que têm gordura localizada e desejam se livrar desse incômodo são o público alvo dessa técnica maravilhosa.

Contudo, é importante destacar que tratamentos com criolipólise não são uma solução para perda de peso/emagrecimento, apenas para modelar áreas específicas do corpo.

Sendo assim, o procedimento é versátil e pode ser aplicado em várias regiões do corpo, como abdômen, flancos, coxas, costas e até mesmo na face, como no queixo.

Por isso, se você tem aquela gordurinha mais aparente, que parece resistir a dietas e exercícios físicos, o Coolsculpting pode ser a solução que você estava procurando.

CoolSculpting: O que esperar durante e após o tratamento

Ao considerar o CoolSculpting como uma opção para eliminar gordura localizada, é natural que surjam perguntas sobre o que esperar durante e após o tratamento. Este processo inovador, embora não invasivo, ainda requer uma compreensão clara de suas etapas e resultados potenciais.

Durante o procedimento de CoolSculpting, os pacientes geralmente relatam uma sensação de frio intenso na área tratada, mas isso geralmente diminui à medida que a área fica adormecida devido ao efeito do resfriamento controlado.

Muitas clínicas oferecem opções para tornar o procedimento mais confortável, como massagem durante o tratamento ou entre sessões. Após o tratamento, é comum experimentar alguns efeitos colaterais temporários, como vermelhidão, inchaço, sensibilidade ou dormência na área tratada.

Estes geralmente desaparecem dentro de alguns dias a algumas semanas, à medida que o corpo se adapta e os resultados começam a se manifestar. Os resultados do CoolSculpting não são instantâneos, já que o processo de eliminação das células de gordura leva tempo.

Os pacientes podem começar a notar uma redução gradual da gordura na área tratada nas semanas seguintes ao procedimento, com resultados finais geralmente visíveis em dois a três meses. É importante manter expectativas realistas e entender que os resultados podem variar de pessoa para pessoa.

Além disso, para maximizar os benefícios do CoolSculpting, é fundamental manter um estilo de vida saudável, incluindo dieta equilibrada e exercícios regulares. Embora o CoolSculpting possa ajudar a eliminar gordura localizada, ele não substitui práticas saudáveis de vida.

Compreender esses aspectos antes de iniciar o tratamento pode ajudar os pacientes a alcançar os melhores resultados possíveis e desfrutar de uma transformação positiva em sua aparência e confiança.

Dermatologista pode fazer o procedimento de Criolipílise?

Um dermatologista treinado e capacitado para manusear os aparelhos e produtos corretos é essencial para fazer o tratamento estético da criolipólise.

Dessa forma, se garante não apenas a segurança do procedimento, mas também a expertise de um profissional que compreende a anatomia da pele e do corpo.

Além disso, o dermatologista vai avaliar suas necessidades e expectativas, recomendando o número de sessões necessárias para alcançar os resultados desejados.

Então, ao longo do procedimento, você pode relaxar, ler um livro ou até mesmo assistir a um filme, tornando a experiência ainda mais confortável e rápida de terminar.

Quais outras formas de acabar com a gordura localizada

Além do Coolsculpting, existem outras opções para combater a gordura localizada. A seguir, listamos alguns procedimentos que vão além da criolipólise. Confira:

  • Lipoaspiração: este é um procedimento cirúrgico que remove a gordura através de sucção. É uma opção mais invasiva e com tempo de recuperação mais longo;
  • Radiofrequência: em seguida, temos a radiofrequência, que utiliza o calor para estimular a produção de colágeno e quebrar as moléculas de gordura;
  • Injeções de lipolíticos: essas injeções contêm substâncias específicas que são injetadas nas áreas escolhidas. Dessa forma, elas quebram as células de gordura;
  • Exercícios e dieta: e claro, a combinação de alimentação saudável e atividade física sempre é recomendada para manter os resultados a longo prazo.

Como você pode ver, o Coolsculpting é uma alternativa inovadora e segura para eliminar a gordura localizada e conquistar um físico esbelto e uma cintura fina.

No entanto, é importante consultar um dermatologista para saber qual tratamento é mais adequado para você e dê um passo em direção à confiança e bem-estar que você merece.

Por fim, continue acompanhando diariamente nossos conteúdos, para ficar sabendo em primeira mão as principais tendências do mundo da beleza, saúde e bem-estar!

Perguntas frequentes

O CoolSculpting é doloroso?

O CoolSculpting é um procedimento não invasivo e geralmente não causa dor significativa. Alguns pacientes podem sentir um leve desconforto durante o procedimento, mas isso é temporário e desaparece rapidamente.

Quanto tempo dura o procedimento?

O tempo de duração do procedimento pode variar dependendo das áreas a serem tratadas. Geralmente, uma sessão de CoolSculpting dura cerca de 35 a 60 minutos por área tratada.

Quando os resultados do CoolSculpting são visíveis?

Os resultados do CoolSculpting geralmente começam a ser visíveis dentro de 3 semanas após o tratamento, com o resultado final aparecendo após 2 a 3 meses. Os pacientes podem notar uma redução gradual da gordura na área tratada ao longo do tempo.

Quais são as áreas do corpo que podem ser tratadas com Coolsculpting?

  • Abdômen
  • Pneuzinhos
  • Braços
  • Flanco masculino
  • Barriga de pessoas magras
  • Papada

Quais são os efeitos colaterais do Coolsculpting?

Os efeitos colaterais do Coolsculpting são geralmente leves e temporários, podendo incluir vermelhidão, inchaço, sensibilidade e dormência na área tratada. Esses sintomas costumam desaparecer em poucos dias após o procedimento.

Quantas sessões de Coolsculpting são necessárias para ver resultados?

Embora resultados possam ser observados após uma única sessão, alguns pacientes podem optar por realizar sessões adicionais para aprimorar os resultados. O número de sessões necessárias varia de acordo com as metas individuais de cada paciente e a quantidade de gordura a ser tratada.