Maquiagem: 15 Produtos Necessários Para Realçar a Beleza Feminina

Ola Rainha Poderosa, você é daquele tipo de mulher que adora usar maquiagem? Por acaso você já se perguntou como a maquiagem e os cosméticos surgiram e por que usamos maquiagem?

Neste artigo, vamos explorar as principais razões que deram origem aos produtos de embelezamento, desde a pré-história até a Antiguidade, passando pelo no Egito, Grécia e Roma.

A pintura corporal na pré-história

A pintura corporal era uma prática comum na pré-história, onde nossos ancestrais realizavam rituais e usavam a pintura corporal como uma forma de expressão.

Estatuetas pré-históricas, como as famosas Vênus, mostram claramente a tentativa do ser humano de adornar o corpo, demonstrando uma forte ligação com superstições e crenças.

Além disso, a utilização de maquiagem para enfeitar o corpo remonta a uma tendência natural, onde a pintura corporal era vista como uma forma de proteção e camuflagem.

Acredita-se que os desenhos no corpo humano tinham o propósito de passar despercebido na natureza, imitando características de animais mais fortes ou se camuflando para evitar predadores.

Na pré-história, as cores mais utilizadas na maquiagem eram o vermelho, o ocre vermelho, o amarelo, o preto e o branco. O ocre vermelho, por exemplo, simbolizava vida, vitória, paixão, coragem e força, enquanto o amarelo também era muito apreciado.

O preto e o branco eram cores comuns em pinturas corporais de grupos aborígenes. No Egito, as cores tinham uma base religiosa e eram utilizadas de forma muito vaidosa.

A maquiagem egípcia, grega e romana

A maquiagem egípcia tinha um significado extremamente religioso. Os egípcios acreditavam que a maquiagem era uma maneira de honrar seus deuses, e por isso, seu uso estava profundamente enraizado em rituais e práticas religiosas.

Além disso, a maquiagem era vista como uma forma de proteção espiritual e física, sendo utilizada tanto por homens quanto por mulheres. Contudo, os egípcios eram muito habilidosos na elaboração e aplicação de maquiagem.

Eles desenvolveram técnicas avançadas para a criação de pigmentos e cosméticos, utilizando ingredientes naturais como minerais, plantas e óleos.

A maquiagem era aplicada de forma elaborada, com destaque para os olhos, que eram contornados com kohl, uma substância à base de chumbo e antimônio, acreditando-se que também protegia os olhos do sol escaldante do deserto.

No entanto, a maquiagem desempenhou um papel significativo na sociedade egípcia, com uma importância que ia além da estética.

Na Grécia, a maquiagem era vista de forma ambígua, com alguns considerando-a imoral e outros utilizando-a com frequência. As mulheres gregas, assim como os homens, também se maquiavam, apesar de restrições sociais.

A maquiagem na Grécia era mais discreta em comparação com a exuberância egípcia, com foco em realçar a beleza natural. Os romanos eram conhecidos por sua vaidade e apreço pela maquiagem.

Tanto homens quanto mulheres romanos utilizavam maquiagem, e a prática era considerada parte essencial de sua rotina de beleza. A maquiagem em Roma era elaborada e buscava realçar as características faciais, utilizando técnicas avançadas para criar looks sofisticados e glamourosos.

Infelizmente, a visão histórica da maquiagem é predominantemente masculina, pois as mulheres não tinham liberdade para documentar suas experiências e perspectivas.

Grande parte do que sabemos sobre a história da maquiagem foi registrado por homens, muitos dos quais tinham uma visão crítica em relação aos cosméticos.

Isso resulta em uma lacuna na compreensão da história da maquiagem, pois falta a perspectiva feminina, que poderia oferecer insights valiosos sobre o papel e o significado das maquiagens ao longo do tempo.

A qualidade da antiga maquiagem

As maquiagens de antigamente eram feitas de ingredientes minerais e misturados com óleos de origem animal e vegetal, tornando-os acessíveis apenas para alguns grupos sociais.

Os cosméticos de alta qualidade, como a base e outros produtos refinados, eram reservados para os mais ricos, enquanto cosméticos mais acessíveis eram utilizados pela população em geral.

Essa distinção na qualidade da maquiagem não apenas destacava a estratificação social, mas também influenciava a forma como as pessoas se apresentavam publicamente, revelando a importância atribuída à imagem e ao status na sociedade da época.

Décadas de 1900-1910: Maquiagem ganha aceitação social

A virada do século 20 marcou um momento significativo para a indústria da beleza, com a ascensão de figuras proeminentes como Helena Rubinstein e Elizabeth Arden, que desempenharam papéis cruciais na popularização da maquiagem.

Essa época também testemunhou mudanças de pensamento em relação ao uso de cosméticos, reposicionando a maquiagem como socialmente aceitável, em contraste com sua associação anterior apenas a prostitutas.

Os salões de beleza de Helena Rubinstein e Elizabeth Arden se tornaram espaços chiques e restritos frequentados pelas mulheres da alta sociedade, impulsionando as marcas dessas mulheres.

Além disso, a popularidade do teatro de revista e o fortalecimento do cinema desempenharam um papel crucial na promoção da maquiagem, já que os atores precisavam estar maquiados para suas performances.

As primeiras propagandas de cosméticos surgiram nesse cenário, destacando detalhes dos produtos e utilizando argumentos de autoridade para persuadir os consumidores.

Além disso, as marcas de cosméticos viram na luta pela emancipação feminina uma oportunidade de vender o discurso de que se maquiar era um ato libertador e demonstrava a autonomia sobre a própria imagem. Portanto, as maquiagens se tornaram mais acessíveis, alcançando um público mais amplo do que nunca antes tinha havido.

Década de 1920 e 1930: O glamour de Hollywood nas propagandas

Nos anos 30, as propagandas de cosméticos continuaram em preto e branco em sua maioria, mas também houve um grupo de propagandas coloridas. As revistas de cinema se tornaram o lugar perfeito para anunciar os produtos, com adolescentes e mulheres sonhando em se parecer com as atrizes e usar o que elas usavam.

A maquiagem se tornou um símbolo de poder e rebeldia, e a grande ascensão das propagandas de beleza dessa época passou a ser a busca pela juventude eterna. A mulher precisava usar maquiagem para estar sempre jovem e atraente, tornando a questão da juventude atrelada à beleza um tema recorrente ao longo do século 20.

Portanto, as marcas de cosméticos viram na luta pela emancipação feminina uma oportunidade de vender o discurso de que se maquiar era um ato libertador e demonstrava a autonomia sobre a própria imagem.

Além disso, a necessidade de tentar ter uma aparência perfeita era uma grande força motriz. O esmalte de unha, como o conhecemos hoje, surgiu nos anos 20, e as marcas, como Acotex, usavam a justificativa de que as mulheres precisavam usar esses produtos para serem sedutoras e conquistar um homem.

Os anos 30 foram um boom para a indústria de cosméticos nos Estados Unidos, com marcas fazendo grandes esforços para recolocar a economia nos eixos. A principal força por trás das propagandas era atingir o glamour das atrizes de Hollywood, e pioneiros como a Max Factor estabeleceram novas abordagens para destacar a beleza e o poder da maquiagem.

Década de 1940: Propagandas patrióticas durante a guerra

A década de 1940 marcou um período de grande turbulência devido à Segunda Guerra Mundial, e as propagandas de maquiagens refletiram as mudanças sociais e políticas da época.

As marcas de cosméticos se voltaram para mensagens patrióticas e de apoio à guerra, adaptando suas campanhas para atender às necessidades e restrições da época.

Portanto, a maquiagem foi apresentada como uma forma de manter a moral elevada e o otimismo em meio à adversidade, destacando a importância da beleza e do cuidado pessoal mesmo em tempos difíceis.

Década de 1950: A propaganda icônica da Revlon

Na década de 1950, as propagandas de maquiagem ganharam destaque, e uma das mais famosas e relevantes foi a linha “Fire and Ice” da Revlon.

A propaganda apresentava a modelo Dorian Leigh como uma mulher sexy, sofisticada e independente, com um vestido prateado ajustado ao corpo, uma capa vermelha gigante, unhas vermelhas e um anel redondo na mão esquerda.

Essa imagem foi crucial no contexto pós-guerra, simbolizando o fim das restrições e a retomada da vaidade feminina. Além disso, as propagandas dessa época frequentemente adotavam um caráter editorial, com modelos e cenários de moda, refletindo as tendências e o estilo da época.

Década de 1960: Propagandas divertidas e coloridas

Nos anos 1960, as propagandas de maquiagem continuaram a evoluir, tornando-se mais divertidas e coloridas. A década viu um aumento significativo no uso de cores vibrantes e designs psicodélicos, refletindo a atmosfera de liberdade e experimentação da época.

Além disso, as campanhas publicitárias tornaram-se mais ousadas, explorando temas de empoderamento feminino e expressão individual.

As marcas buscavam se conectar com as consumidoras, promovendo a ideia de que a maquiagem era uma forma de expressão pessoal e liberdade criativa, em linha com o espírito revolucionário dos anos 60.

Década de 1970: Questionamentos sociais e produtos naturais

A década de 1970 foi marcada por questionamentos sociais e uma crescente consciência ambiental. As propagandas de maquiagem refletiram essas mudanças, com um foco crescente em produtos naturais e orgânicos.

As marcas passaram a enfatizar ingredientes naturais e sustentáveis, alinhando-se com os ideais da contracultura da época. Além disso, houve uma representação mais diversificada de mulheres nas propagandas, com a valorização da beleza natural e autenticidade.

Portanto, a maquiagem passou a ser vista como uma forma de realçar a individualidade e a conexão com a natureza, em sintonia com os ideais da década.

Nesta época, as propagandas começaram a destacar a beleza natural e a simplicidade, promovendo uma abordagem mais suave e autêntica em relação à maquiagem.

Os produtos passaram a ser formulados com ingredientes naturais, como óleos essenciais e extratos de plantas, em contraste com as fórmulas sintéticas dominantes em décadas anteriores.

A valorização da autenticidade e da individualidade tornou-se uma tendência crescente, refletindo a busca por uma conexão mais genuína com a beleza e a natureza.

Além disso, as propagandas começaram a apresentar uma representação mais diversificada de mulheres, abraçando diferentes tons de pele, texturas de cabelo e estilos pessoais.

Isso marcou um desvio significativo das representações estereotipadas do passado, promovendo a aceitação da beleza em todas as suas formas. A maquiagem passou a ser vista como uma ferramenta para realçar a individualidade e celebrar a diversidade, refletindo as mudanças sociais e culturais da década de 1970.

Década de 1980: A explosão de cor e brilho

Ah, os anos 80! Uma época em que a maquiagem se transformou em uma verdadeira explosão de cores e brilhos. A liberdade de expressão se refletia diretamente na forma como as mulheres se maquiavam.

Nessa jornada pela história da maquiagem, os anos 80 marcaram uma era de ousadia e experimentação, onde a pele iluminada e os contrastes vibrantes dominavam a cena.

Uma das características mais marcantes da maquiagem dos anos 80 era a pele iluminada. Embora as bases não fossem tão pesadas quanto em décadas anteriores, a impressão de cobertura era maior devido ao uso de tons mais claros.

Isso criava um contraste acentuado com o restante da maquiagem, que era geralmente mais colorida e chamativa. As sombras de olho eram uma verdadeira explosão de cores, com paletas que incluíam tons de rosa, azul e roxo.

O efeito era ainda mais destacado pela textura cintilante das sombras em pó, que começaram a se popularizar nessa época. O objetivo era criar um olhar marcante e impactante, que atraísse todos os olhares.

Nessa época, os clipes musicais se tornaram uma grande fonte de inspiração para a maquiagem. Artistas como Madonna e Cyndi Lauper, com seus looks icônicos, ditavam as tendências e influenciavam diretamente a forma como as mulheres se maquiavam. Essa conexão entre a música e a maquiagem foi fundamental para moldar o estilo da época.

Outra característica marcante da maquiagem dos anos 80 era o blush. Aplicado de forma generosa e em tons vibrantes, o blush se tornava o centro das atenções, unindo-se harmoniosamente às sombras de olho. Essa combinação criava um efeito dramático e impactante.

E não podemos esquecer do batom! Os tons de rosa, cereja e pink neon dominavam os lábios, complementando perfeitamente o restante da maquiagem. Essa combinação de cores intensas e contrastes marcantes era a assinatura da época.

Década de 1990: Mais diversidade e remakes de propagandas clássicas

Nos anos 90, as propagandas de maquiagem deram mais destaque para mulheres negras, intensificando as linhas de produtos para esse público. Além disso, houve um aumento significativo na diversidade de modelos e a representação de diferentes tonalidades de pele.

Um aspecto interessante dessa década foi o surgimento de remakes de propagandas clássicas, incluindo a icônica “Fire and Ice” da Revlon, demonstrando a nostalgia e o poder duradouro das campanhas de beleza.

A intensificação das linhas de produtos específicos para mulheres negras refletiu um movimento em direção à inclusão e celebração da diversidade étnica na indústria da beleza.

Produtos necessários para fazer a maquiagem nos dias de hoje

Para fazer uma maquiagem completa no rosto, você precisará de uma variedade de produtos e ferramentas. Aqui está uma lista básica dos itens necessários:

Os produtos que você irá precisar para fazer a sua maquiagem são:

  1. Hidratante: Para preparar e hidratar a pele.
  2. Primer: Para suavizar a pele e ajudar a maquiagem a durar mais.
  3. Base: Para uniformizar o tom da pele.
  4. Corretivo: Para cobrir imperfeições e olheiras.
  5. Pó translúcido ou compacto: Para selar a maquiagem e reduzir o brilho.
  6. Blush: Para adicionar cor às bochechas.
  7. Bronzer: Para dar um ar de pele bronzeada e contornar o rosto.
  8. Iluminador: Para dar brilho em pontos estratégicos do rosto.
  9. Sombras: Para maquiar os olhos.
  10. Delineador: Para definir os olhos.
  11. Máscara de cílios (rímel): Para dar volume e alongar os cílios.
  12. Lápis de sobrancelha ou gel para sobrancelhas: Para preencher e definir as sobrancelhas.
  13. Batom ou gloss: Para colorir os lábios.
  14. Lápis de lábios: Para contornar os lábios e evitar que o batom escorra.
  15. Fixador de maquiagem: Para garantir que a maquiagem dure mais tempo.

Veja abaixo as ferramentas necesárias para fazer uma maquiagem que combina com o seu estilo:

  • Pincel para base
  • Pincel para pó
  • Pincel para blush
  • Pincel para contorno
  • Pincel para sombra
  • Pincel para esfumar sombra
  • Pincel chanfrado: (para delineador ou sobrancelhas)
  • Esponja de maquiagem (beauty blender): Para aplicar base e corretivo.
  • Curvex: Para curvar os cílios.
  • Pinça: Para remover pelos indesejados das sobrancelhas.
  • Apontador: Para manter lápis de olhos e lábios afiados.
  • Algodão e cotonetes: Para correções e ajustes.

Esses são os itens básicos e os passos para uma maquiagem completa. Dependendo do estilo e da complexidade da maquiagem desejada, alguns passos ou produtos adicionais podem ser necessários.

Preparando a pele para uma maquiagem impecável

Preparar a pele para receber a maquiagem é muito importante antes de aplicar qualquer produto. Afinal, uma base sólida é essencial para que a maquiagem fique com um acabamento impecável e dure por muito tempo. Depois de lavar e hidratar a pele corretamente, é hora de seguir os seguintes passos:

Passo 1: O primeiro passo da minha rotina de preparação de pele é a aplicação do primer. Esse produto é fundamental para criar uma base uniforme e assegurar que a maquiagem dure por muito tempo.

Para aplicá-lo, coloque uma pequena quantidade do primer na palma da mão e espalhe por todo o rosto, usando movimentos circulares com as pontas dos dedos. Essa técnica ajuda a distribuir o produto de forma uniforme e a deixar a pele com um aspecto mais suave e luminoso.

Passo 2: Após o primer, é hora de aplicar a base. Para aplicá-la, você pode usar uma esponja umedecida, pois ela ajuda a distribuir o produto de maneira mais uniforme e a criar um acabamento mais suave.

Antes de aplicar a base, você pode umidecer a esponja, removendo o excesso de água. Dessa forma, ela fica mais macia e fácil de manusear. Então, coloque uma pequena quantidade de base na esponja e aplique com batidas leves e suaves por todo o rosto, evitando espalhar muito o produto.

Passo 3: Depois da base, é hora de aplicar o corretivo. Com a ajuda de um pincel, aplique o corretivo em uma leve camada nas áreas que é preciso corrigir, como abaixo dos olhos e no centro da testa.

Em seguida, use a mesma esponja que utilizou para a base e dê pequenas batidas para espalhar o corretivo de maneira uniforme. Dessa forma, você obterá um acabamento natural e evitará que o corretivo fique aparente.

Passo 4: Para finalizar a preparação da pele, aplique um pó compacto translúcido. Esse passo é muito importante para garantir que a maquiagem dure por mais tempo e para dar um acabamento mais natural à pele.

Passo 5: Depois de aplicar o pó compacto, passe para a etapa de contorno e iluminação. Essa é uma das minhas partes favoritas da rotina de preparação de pele, pois é onde se dá um toque extra de definição e luminosidade ao rosto.

Depois de seguir todos esses passos, sua pele ficará com um aspecto radiante, uniforme e pronta para receber qualquer tipo de maquiagem.

Espero que tenham gostado do conteúdo e não se esqueçam de acompanhar o canal e as redes sociais para mais informações sobre o fascinante universo das propagandas de maquiagem.

Perguntas frequentes

Qual a importância de preparar a pele antes da maquiagem?

Preparar a pele é essencial para garantir que a maquiagem fique impecável e dure por muito tempo. Ao aplicar os produtos certos, como primer, base e pó compacto, você cria uma base sólida para a maquiagem, evitando que ela escureça, fique oleosa ou descasque ao longo do dia.

Quais os principais passos para preparar a pele?

  • Aplicar um primer para uniformizar a textura da pele e facilitar a aplicação da maquiagem.
  • Aplicar uma base que cubra as imperfeições e deixe a pele com um aspecto uniforme.
  • Usar um corretivo para disfarçar olheiras e iluminar áreas específicas.
  • Finalizar com um pó compacto translúcido para fixar a maquiagem e dar um acabamento natural.
  • Contornar e iluminar o rosto para dar mais definição e luminosidade.

Quais os benefícios de uma boa preparação de pele?

Maquiagem com acabamento impecável e duradouro.
Pele com aspecto saudável e radiante.
Disfarce de imperfeições e uniformização do tom da pele.
Maior confiança e autoestima ao usar a maquiagem.

Por que as pessoas utilizavam maquiagem na Antiguidade?

Na Antiguidade, a maquiagem era usada por diversas razões, incluindo motivos estéticos, religiosos, rituais e até mesmo como uma forma de proteção espiritual e física.

A prática de maquiar-se remonta a milênios e reflete a profunda ligação entre a humanidade e a busca pela expressão individual e pelo aprimoramento da imagem pessoal.

Qual era a percepção da beleza artificial ao longo da história?

A história da maquiagem revela uma percepção antiga de que a beleza criada através do uso de cosméticos não é uma beleza genuína, mas sim uma beleza artificial.

Essa percepção levanta questões sobre a autenticidade e os padrões de beleza ao longo da história, destacando a importância de compreender como a maquiagem tem sido utilizada para criar uma imagem idealizada de beleza ao longo dos séculos.

Como os cosméticos antigos eram diferenciados socialmente?

Na Antiguidade, a escolha e exibição dos produtos de beleza refletiam o status e a riqueza de uma pessoa. Os cosméticos de alta qualidade eram reservados para os mais ricos, enquanto cosméticos mais acessíveis eram utilizados pela população em geral.

Essa distinção na qualidade dos cosméticos não apenas destacava a estratificação social, mas também influenciava a forma como as pessoas se apresentavam publicamente, revelando a importância atribuída à imagem e ao status na sociedade da época.

Quais são os produtos essenciais para iniciantes em maquiagem?

Quer começar a se maquiar? Então você precisa de alguns itens básicos pra arrasar no look! Olha só o que não pode faltar:

  • Primer: Prepara a pele, deixando tudo lisinho pra maquiagem durar mais.
  • Base: Uniformiza o tom da pele e cobre as imperfeições. Escolha uma que combine com seu tom de pele.
  • Corretivo: Perfeito pra esconder olheiras, manchas e outras imperfeições que a base não cobre totalmente.
  • Pó Facial: Fixa a base e o corretivo, além de controlar o brilho durante o dia.
  • Blush: Dá um toque de cor nas bochechas, deixando você com cara de saúde.
  • Sombra para Olhos: Uma paleta de sombras neutras é ótima pra começar. Marrom, bege e preto são cores coringas.
  • Delineador: Pode ser líquido, em gel ou lápis. Destaca os olhos e pode criar vários efeitos, do discreto ao dramático.
  • Máscara de Cílios (Rímel): Essencial pra definir e alongar os cílios, dando aquele destaque pro olhar.
  • Lápis de Sobrancelha: Preenche e define as sobrancelhas, que são a moldura do rosto.
  • Batom ou Gloss: Finaliza o look com cor e hidratação pros lábios. Tenha alguns tons básicos como nude e vermelho.
  • Pincéis e Esponjas: Pincéis de vários tamanhos e funções são importantes pra uma aplicação perfeita e esponjas ajudam a dar um acabamento natural.

Com esses itens você já consegue começar a se maquiar. Com o tempo e prática, você pode adicionar mais coisas como iluminador, bronzer, delineadores coloridos e diferentes acabamentos de batons e sombras pra variar e experimentar novos looks.


Qual a importância da preparação da pele antes da maquiagem?

A preparação da pele ajuda a garantir que a maquiagem fique bonita e dure por mais tempo. Hidratar a pele e aplicar protetor solar são passos essenciais para garantir uma base perfeita para a maquiagem.

Como escolher o corretivo e aplicá-lo corretamente?

Escolha um corretivo que seja adequado para o seu tipo de pele e do tom exato da sua pele. Aplique o corretivo nas áreas que deseja corrigir, como olheiras e manchas, utilizando uma esponja úmida para espalhar o produto de forma uniforme.

Quais são os passos para aplicar contorno, blush e iluminador?

  • Contorno: escolha um tom adequado e aplique dando batidinhas, esfumando bem para garantir um resultado natural.
  • Blush: aplique com um pincel, dando ênfase às maçãs do rosto e esfumando suavemente para um efeito natural.
  • Iluminador: use o dedo para aplicar, destacando as áreas desejadas, como as maçãs do rosto e o nariz.

Como finalizar a maquiagem com rímel e lápis labial?

Aplique o rímel cuidadosamente, começando pela raiz dos cílios e fazendo movimentos de zigzag ao longo dos fios. Para os lábios, escolha um lápis labial no tom desejado e contorne suavemente os lábios, preenchendo em seguida para criar uma base duradoura para o batom ou gloss.